Blog >

Cloud computing: tire todas as suas dúvidas sobre esse tema

Se você está antenado com o mundo da TI, certamente, já ouviu o termo “cloud computing”, não é mesmo? Essa tecnologia é um dos pilares da transformação digital no mundo corporativo e oferece inúmeros benefícios para as empresas que a aplicam em suas operações.

Apesar de bastante disseminado, pouca gente sabe realmente o que é cloud computing, como funciona e para que, efetivamente, serve essa tecnologia. Para ajudá-lo a compreender melhor esse conceito, criamos este post.

Nele, você descobrirá o que é cloud computing e entenderá a importância dessa tecnologia para a inovação corporativa. Confira!

Afinal, o que é o cloud computing?

Podemos definir cloud computing — ou computação em nuvem, em português — como a disponibilização sob demanda do poder computacional, do armazenamento, de aplicações e de outros serviços de TI via internet.

Não há um servidor central que controle todos os recursos, de modo que a nuvem é “construída” tendo como base múltiplos servidores, em locais diferentes. Essa descentralização garante a disponibilidade ininterrupta dos serviços e a acessibilidade.

Quando você está compartilhando fotos em sua rede social, está utilizando a nuvem, quando assiste ao seu seriado favorito, também. No mundo corporativo, a nuvem pode ser utilizada de várias formas, seja como servidor virtual, seja como host para um sistema de gestão, seja como host para vender produtos digitais, entre outras aplicações.

Como a computação em nuvem funciona?

A computação em nuvem conecta o usuário a recursos computacionais localizados em servidores remotos. Para utilizar um serviço em nuvem, você deverá acessar um navegador com o endereço do serviço em questão. O navegador enviará a requisição aos servidores em que os arquivos estão guardados.

O servidor processará a informação e enviará uma cópia dos dados de volta para o seu dispositivo — tudo isso em segundos. O programa rodará no servidor, mas a interface dele estará em sua casa.

Toda a parte de manutenção e de gerenciamento do servidor fica por conta do provedor, que provisionará todos os recursos necessários para o serviço, seja um aplicativo como serviço, seja uma infraestrutura completa, seja para virtualizar todos os recursos de TI de sua empresa. Existem 3 tipos de computação em nuvem:

  • nuvem pública — é o modelo de nuvem aberto, em que qualquer pessoa pode contratar os serviços disponibilizados pelo provedor;
  • nuvem privada — a nuvem privada, como o nome sugere, é um modelo de nuvem restrito a uma empresa, que tem total controle da gestão, da manutenção e do acesso a esse ambiente;
  • nuvem híbrida — a nuvem híbrida é a junção dos dois modelos anteriores, que permite o compartilhamento de dados entre as nuvens pública e privada.

O que é possível fazer com a computação em nuvem?

É bem provável que você esteja utilizando a computação em nuvem neste exato momento, sem perceber. Se você está jogando online, enviando um e-mail, editando documentos via navegador, assistindo aos seus filmes e a séries via streaming, ouvindo música ou acessando o sistema de sua empresa, está usufruindo dos inúmeros benefícios que a computação em nuvem nos trouxe. Veja, a seguir, o que é possível fazer com a computação em nuvem nos dias atuais.

Criar aplicativos

Com a computação em nuvem, você poderá tirar do papel aquele projeto que estava engavetado por falta de recursos. Com ela, você poderá criar, implantar e dimensionar aplicativos móveis, Web e APIs de forma rápida e simplificada.

Isso porque a nuvem oferece tecnologias e abordagens nativas, como os Kubernetes, contêineres, a arquitetura de microsserviços e os DevOps.

Armazenar e recuperar dados

A nuvem oferece a forma mais econômica para a proteção dos seus dados em grande escala. Você só precisará contratar um plano de hospedagem em um provedor para começar a enviá-los e torná-los acessíveis de qualquer lugar do mundo, com qualquer dispositivo. E o principal: você só paga pelo que utilizar, sem ficar com servidores ociosos ou com falta de espaço — a escalabilidade é garantida.

Analisar dados

A nuvem permite que você centralize os dados produzidos pelos sistemas de sua empresa e, com o auxílio de uma ferramenta dotada de inteligência artificial, esses dados poderão ser analisados, para que sejam retirados insights preciosos para a tomada de decisão dos gestores.

Transmitir áudio e vídeo

Com cada vez mais profissionais migrando para o home office, aumenta a necessidade de ampliação da capacidade de comunicação corporativa. A nuvem permite que você faça transmissões ao vivo, de qualquer lugar, a qualquer hora, com o dispositivo que você tiver nas mãos. Isso facilita a comunicação pessoal e profissional.

Fornecer software sob demanda

A nuvem ampliou, também, a capacidade de empresas desenvolvedoras de software quanto ao atingimento de um público maior para fornecer um serviço sob demanda. O modelo de serviço conhecido como SaaS — software como serviço — permite que a empresa venda assinaturas de aplicativos, atualize-os de forma automática e receba dados sobre o desempenho em tempo real.

Qual é a importância da nuvem para os negócios?

Agora que já sabemos o que é computação em nuvem, como se dá o seu funcionamento e o que podemos fazer com ela, vamos entender, na prática, como essa solução beneficia as empresas. Confira!

Redução de custos

Está cada vez mais inviável, em um cenário de transformação digital, que as empresas mantenham servidores dedicados. Os gastos com manutenção, folha de pagamento de equipes dedicadas, compras de hardware e de software, energia elétrica e refrigeração encarecem o produto final e tiram a competitividade da empresa.

Com a nuvem, toda a parte de gestão dos servidores fica por conta do provedor, e a empresa só utiliza o serviço. Todo o custo em relação à manutenção dos servidores é eliminado. Além disso, você só paga pelos recursos que utilizar.

Mais desempenho

Em um servidor dedicado, quando a empresa necessita de um maior desempenho da máquina, é necessário que seja feito um upgrade. Isso demanda tempo, inutiliza a máquina e gera custos com equipe e compra de materiais.

Com a computação em nuvem, em que os serviços são contratados por demanda, basta que você solicite junto ao seu provedor, e os recursos de computação serão provisionados em segundos, sem perdas produtivas ou necessidade de investimentos pesados. Isso garante muito mais flexibilidade e permite a empresa responder rapidamente às demandas do mercado.

Maior acessibilidade

Se, antes, os profissionais, para executarem as suas tarefas, tinham que estar sentados em frente a um desktop em sua estação de trabalho, a computação em nuvem permitiu que eles trabalhassem em qualquer dispositivo, em qualquer lugar. Isso amplia a capacidade de atuação profissional, dando mais liberdade para os colaboradores desenvolverem as suas funções no horário em que for mais adequado, respondendo mais rápido a demandas específicas.

Esperamos que, após a leitura deste post, você tenha entendido o que é computação em nuvem, sua aplicação e a importância para o mundo corporativo. Por ser um dos pilares da transformação digital, certamente, você ainda ouvirá falar, por muitos anos, dessa tecnologia tão importante.

Gostou do post sobre cloud computing? Então, assine já a nossa newsletter e receba, em primeira mão, as nossas novidades.

Fique por dentro das novidades