Blog >

Segurança digital: como se proteger no ambiente virtual

No post anterior, trouxemos algumas dicas para aprimorar o trabalho remoto, que se tornou a realidade de muitas empresas e colaboradores neste período. Falamos sobre adotar práticas de segurança para evitar, por exemplo, vazamento de dados pessoais e corporativos.

Segundo informações da Kaspersky, empresa especialista em segurança virtual, os ataques de ransomware – sequestro de dados – triplicaram no Brasil no primeiro trimestre de 2020. Um dos motivos é o aumento no número de pessoas trabalhando remotamente utilizando redes domésticas, que são menos protegidas do que os sistemas corporativos.

Segurança digital é assunto recorrente e cada vez mais atual, não só para empresas de tecnologia. Por isso, com a ajuda de nossos especialistas, vamos detalhar um pouco mais este tema com recomendações importantes.

Ambiente pessoal x Ambiente corporativo

– Utilização compartilhada de ferramentas e equipamentos para assuntos pessoais e profissionais

É muito comum que, ao longo do expediente, você se lembre de assuntos pessoais que estão pendentes ou então que, logo após o trabalho, se lembre daquele e-mail que esqueceu de enviar ao gestor. Muitas vezes, é mais rápido utilizar a ferramenta que temos em mãos naquele momento para resolver o que é preciso. No entanto, o que é mais prático, nem sempre é seguro. Ao arquivar documentos no mesmo ambiente, a privacidade é comprometida e dados podem ser capturados pela monitoração e armazenados nos backups das empresas. O ideal é separar os assuntos particulares e corporativos, para diminuir o risco de vazamento de dados de ambas as partes. A recomendação se estende a documentos impressos que, além de armazenados de forma adequada, devem ser destruídos antes do descarte.

– Ambiente de trabalho remoto compartilhado

Caso você não more sozinho, pode ser que não tenha um espaço privado para trabalhar e compartilhe seu home office com uma ou mais pessoas. Sendo assim, é necessário tomar cuidado com gravações de áudio e reuniões por videoconferência, principalmente se ocorrem simultaneamente. Em uma situação como esta, o conteúdo de um pode ser captado nos áudios e gravações do outro, levando à exposição e vazamento de dados.

– Habilitação de câmeras e microfones

Além da utilização para comunicação remota com a equipe, há alguns softwares mal-intencionados que habilitam câmera e microfone dos equipamentos, direcionando os áudios e gravações para sites maliciosos. Com isso, expõem dados sensíveis das empresas, além da privacidade e ambiente doméstico do usuário. Neste caso, a dica principal é a prevenção. Utilize apenas os programas de computador disponibilizados pela equipe de TI da empresa em que trabalha, mantenha-se conectado utilizando a VPN e evite clicar em links e vídeos recebidos por e-mail ou grupos de mensagens.

Links externos ou ferramentas e serviços gratuitos

– Ofertas com planos de conexão de internet

Em momentos como este, com um número muito grande de pessoas conectadas ao mesmo tempo, pode ser tentador ofertas que possibilitem conexão de internet em alta velocidade, principalmente se o serviço for oferecido gratuitamente. Grupos criminosos se aproveitam disso para disparar e-mails e mensagens com essas ofertas e, ao serem adquiridas, são instalados programas maliciosos para roubo de senhas e dados nos equipamentos dos usuários. Cuidado com links de origem duvidosa. Faça uma pesquisa antes de clicar ou abrir este tipo de mensagem.

– Ferramentas de automação para trabalho remoto

Com a distância física, aplicativos que otimizam as atividades diárias, individuais ou em equipe, são utilizados por grande parte das empresas. Para tanto, é preciso adquirir softwares confiáveis e de forma segura, pois muitos deles são oferecidos gratuitamente sob condição de fornecimento de dados pessoais e, por consequência, também podem vasculhar e ter acesso a informações armazenadas.

– Impressão e entrega de documentos físicos

Criminosos também se aproveitam da vulnerabilidade dos usuários para oferecer serviços eletrônicos de impressão e entrega de documentos físicos. Ao realizar o pagamento das pequenas taxas cobradas pelo serviço através do cartão de crédito, eles se apropriam dos dados fornecidos pelo usuário para efetuar compras on-line ou até mesmo vender informações e documentos adquiridos.

Redobre a atenção e tenha um parceiro de tecnologia para a segurança de rede da sua empresa. Ficou com alguma dúvida ou quer saber mais sobre os nossos serviços? Fale com a gente no vivacomunica@avivatec.com.br.

Fique por dentro das novidades