Blog >

Saiba como elaborar um planejamento estratégico de TI

planejamento estratégico de ti

A transformação digital colocou a TI no centro das estratégias de negócios de empresas de todos os portes e segmentos. Nesse novo cenário, com o setor de tecnologia da informação como protagonista, deixando de ser apenas um suporte técnico e tornando-se um aliado em todas as áreas, o planejamento estratégico de TI passou a ser um processo primordial para que a empresa se mantenha competitiva.

Essa necessidade acontece porque a rotina de trabalho dos profissionais de tecnologia é cada vez mais intensa. O setor vem acumulando funções para manter a disponibilidade da infraestrutura, e a equipe é constantemente acionada para executar tarefas de suporte e para participar das tomadas de decisões importantes para a empresa. Toda essa responsabilidade demanda uma gestão organizada e moderna.

Neste post, vamos entender o que é o planejamento estratégico de TI e como dar os primeiros passos para aplicá-lo de forma otimizada. Confira!

O que é o planejamento estratégico de TI?

Podemos definir planejamento estratégico como o processo de criação de uma estratégia para a utilização da tecnologia da informação em uma empresa. Quando uma empresa passa a contar com um planejamento estratégico de TI, o faz com o objetivo de alinhar a tecnologia da informação às estratégias de negócios, além de poder trabalhar em busca de valor para os clientes utilizando as metodologias ágeis.

Esse é um dos desdobramentos que fazem parte do planejamento estratégico corporativo, por isso, deve seguir os valores e metas da empresa. Nesse sentido, antes de fazer um planejamento estratégico de TI, cabe ao gestor participar das reuniões que definirão os rumos que a organização pretende tomar. É necessário que seja elaborada uma visão de futuro, com as metas previstas para um determinado período de tempo.

Em suma, podemos dizer que, antes de formular uma estratégia para a TI, o gestor deverá ter atenção aos seguintes pontos:

  • o que a empresa espera do setor de TI;
  • o que o setor de TI pode oferecer para a empresa;
  • do que o setor de TI necessita para entregar o que a empresa quer.

Para que o gestor de TI consiga negociar um aumento de orçamento para o setor, ele precisará demonstrar para a direção-geral que, em tempo de transformação digital, é inviável manter uma empresa sem a tecnologia da informação. A TI deixou de ser apenas uma engrenagem, tornando-se vital para os processos que compõem o negócio e facilitando o processo de tomadas de decisão. Nesse cenário, o planejamento estratégico tem como foco os seguintes parâmetros:

  • aproximar o negócio do setor de tecnologia da informação;
  • alcançar a maturidade da infraestrutura de TI;
  • fazer mudanças no patamar do setor de TI no negócio;
  • fazer a distribuição dos recursos de TI em projetos que tragam retorno positivo para o negócio.

Quais são as principais etapas para construir um plano estratégico de TI?

Para que você entenda melhor o que é e como funciona o planejamento estratégico de TI, fizemos um passo a passo para que sua empresa comece a implementar esse conceito. Com esse fim, separamos em cinco etapas bem definidas. Confira!

Faça uma análise criteriosa do ambiente

Um bom planejamento deve partir de uma análise refinada do ambiente interno e externo da TI, com foco em algumas questões importantes, como:

  • Qual a capacidade atual da TI?
  • O setor de TI apresenta vulnerabilidades?
  • O plano de continuidade do setor é adequado?
  • Os usuários estão satisfeitos com os serviços prestados pelo setor?
  • Qual é o nível de qualificação da equipe e qual a motivação para exercer as suas funções?

No ambiente externo, é possível fazer a análise das seguintes questões:

  • O negócio está indo para o caminho desejado?
  • Esse caminho é alinhado à TI?
  • Como opera o setor de TI dos concorrentes diretos?
  • Como as novas tecnologias podem afetar os negócios?

Essas respostas são importantes porque darão suporte a uma reflexão profunda sobre a realidade atual e ajudarão a determinar o futuro do setor.

Elabore as estratégias de TI

Após a análise dos ambientes interno e externo, você poderá utilizar essa base para formular as estratégias de TI, definindo os objetivos que o setor deverá seguir para ficar alinhado às estratégias de negócios e gerar valor para a empresa. A pergunta-chave que deve ser feita nessa etapa é: como a TI deverá estar para atender à empresa daqui a alguns anos?

Para dar base a esse pensamento futuro, existem os temas estratégicos, ou seja, os direcionamentos que dão orientação e facilitam a comunicação com a equipe. Cabe ao gestor definir os temas estratégicos e detalhá-los em objetivos menores, tornando o plano mais compreensível.

Crie um plano de execução

O plano de execução consiste em uma estratégia que tornará as operações claras e monitoráveis. Esse planejamento é feito em cima de dois pilares: os indicadores de performance e as iniciativas.

Os indicadores servem para medir se a estratégia está sendo realizada dentro do tempo estimado. É importante que os gestores atentem aos indicadores que realmente estejam alinhados às estratégias da empresa, caso contrário, serão tempo e energia gastos em estratégias sem retorno.

As iniciativas nada mais são do que os projetos estratégicos de TI, que poderão ser projetos para negócios internos ou externos, que, de alguma forma, afetem a estrutura de TI. Assim como os KPIs, as iniciativas devem refletir a mudança, ou seja, nem todos os projetos de TI podem ser considerados em um plano de execução de estratégia.

Monitore a execução

O monitoramento da execução consiste na avaliação dos indicadores em períodos predeterminados, para saber se as metas estão ou não sendo alcançadas e se o setor de TI está seguindo o planejamento que foi proposto. É o momento de avaliação dos resultados esperados.

Se um indicador não estiver correspondendo às expectativas, o gestor poderá criar ações específicas para aprimorar as respostas relacionadas a esses indicadores. Assim, a empresa consegue permanecer no caminho estabelecido, mantendo o envolvimento e o compromisso da equipe, que necessita se comunicar e fazer a prestação de contas.

Faça um ajuste dos planos quando necessário

Com a tecnologia mudando cada vez mais rápido, mesmo com um planejamento antecipado de ações futuras, o gestor deve estar atento às possíveis mudanças que podem acontecer no caminho. Para acompanhar essa agilidade das mudanças, a equipe deve estar aberta a ajustes e pronta para definir melhorias com os projetos em curso. Além disso, é preciso agregar os conceitos de agilidade, flexibilidade e adaptabilidade às estratégias de TI.

O planejamento estratégico de TI pode ser feito de forma robusta ou simplificada, de acordo com o tamanho da estrutura de TI. Não importa o método, o plano deverá ser um instrumento que propicie a concretização da estratégia e que permita que o setor consiga elaborar ações que se alinhem cada vez mais ao core business da empresa.

Se a sua empresa não dispõe de uma equipe ou orçamento para focar em um planejamento estratégico de Ti estruturado, uma boa solução é contar com uma consultoria. Nesse cenário, a Avivatec se destaca com profissionais qualificados e experientes, que têm o Know-how para oferecer a melhor consultoria para o seu planejamento.

Gostou do post? Então, assine já a nossa newsletter e receba, em primeira mão, as nossas novidades.

Fique por dentro das novidades